Poeta da Semana – 22 a 28 de Março

Posted: 21/03/2010 in Sem categoria

 

 

(In-completa)

 

 

Serena,

a madrugada veste, lentamente,

a tímida luz cinza do dia,

salpico de existência trágica, e desalento…

 

…ave sem adorno e revolta,

espairece, a conformada natureza…

 

Eu,

olhos de olhar a memória,

ao entalhe perfeito, moldado a pensamentos,

suspiro a manhã, dentro do peito atordoada,

desperto o sentir, ao sentido mágico, da plena existência…

 

Trago um rumor breve na voz, uma prece,

como um palrear de seres em desabrigo,

que rebuscam no ar do som, uma terna carícia de brisa…

 

Busco-te, suavemente desenhado,

por entre a minha pele,

e a sombra fugaz, do teu semblante imaginado,

tento resistir, aos traços pelo tempo apagados,

á mágoa que me sulca a visão, na tua ausência turva, em mim rabiscada…

 

Tu,

és como tacto, sem mãos e dedos,

calvário de presença nula,

voz sem ruído,

massacre absurdo, em batalhas vãs…

 

…e eu,

no teu silêncio sou,

consciência activa, certeza vasta e tranquila,

de que apesar de tudo, eu amo…

 

 

Teresa Da Silva

 

http://profeciasteresajmsilva.spaces.live.com/

 

 

Imagem: Retrato sem pele – óleo sobre tela-2010-Teresa Da Silva

 

Tema proposto para reflexão durante esta semana:

 

Equilíbrio Mente/Corpo

 

Comentários
  1. Marta Judite diz:

    GOSTEI DA IMAGEM.QUANTO AO TEMA PROPOSTO PARA DEBATE, GOSTEI MAIS AINDA.ACHO QUE ESTE EQUILÍBRIO ENTRE NOSSA MENTE E NOSSO CORPO TALVEZ SEJA A COISA MAIS DIFÍCIL PARA SER ALCANÇADA POR NÓS. UM EXPRESSA AQUILO QUE O OUTRO É, OU SEJA, MEU CORPO EXPRESSA AQUILO QUE TRAGO EM MINHA MENTE E VICE VERSA. ATRAVÉZ DA OBSERVAÇÃO DA MENTE E DO CORPO, POSSO TOMAR CONHECIMENTO DAQUILO QUE TENHO EM EXCESSO E DAQUILO QUE TENHO CARENCIA. BOA SEMANA PARA TODOS.

  2. Saphira diz:

    Obrigada pelo convite,fico lisonjeada e feliz por isso…Muito me agrada,afinal e atraves das palavras que exprimimos nossos sentimento…Uma otima semana regada de muito Amor!!! *So*Só. Assim me sinto no nada em que me encontro.Respiro. O oxigénio alimenta e liberta a minha raiva, a minha dor. Só. Um vazio enorme que me engole, consome, devora.Escrevo. Solto todas as amarras que me prendem e estrangulam. Só. Não o estou mas sinto-me, perdida no eu infinito que despertou e, inclemente, reclamou como sua a realidade em que me insiro.Choro. Lavo a mágoa que me marca e fecho a ferida aberta no recanto escondido do meu coração. Só. Vivo.Beijos sem fim…Saphira

  3. Denise diz:

    Eu a conheço pessoalmente, penso que seja a única pessoa que eu conheço pessoalmente nesse grupo, apesar de estar no Brasil e Tereza Silva em Portugal, nos conhecemos lá em São Paulo, no lançamento da Antologia na qual fomos parceiras, nesse dia conheci algumas obras suas numa pequena amostra para os presentes na casa de Portugal de SP.E dessa antologia deixo um texto seu "EM FUTURO FEITO PRESENTE"Antologia Poética ,em 2005 Editora AbraliIN-AMORHouve um tempo,em que as flores nasciam até nas pedras,quando as estradas se percorriam de terra fértil.As noites que somente a lua iluminava,e que o luar te enfeitava,a tez morena dos sonhos ocultos…Parabéns querida amiga poetisa.e beijinhos da amiga Denise FigueiredoQuanto ao tema … Sem equilíbrio não conseguimos produzir nada, se uma perna faltar precisamos arrumar um derivativo para ela, mesmo que sejam canadianas ( muletas) para o corpo seguir no prumo, a mente coordena tudo isso, é ela o canal de direção ela sente o buraco na frente mesmo que não o tenha conseguido visualmente , mas invisualmente lá está.Somos parceiros , CORPO& MENTE. um depende do outro.Um professora lá no tempo de liceu, deu-nos uma tarefa estranha para fazermos por 3 semanas.foi o tempo que durou a aula dela.chegou com umas cartolinas grandes e distribuiu para cada um aluno sua cartolina. escolhíamos a cor e tudo. semana seguinte distribuiu lápis de cera, todas as cores, e na semana seguinte pediu q desenhassemos.com os lápis de cera, mas os desenhos seriam grande s e que tomassem toda afolha.desenhei minha cidade , o mar, lá no fundo, as costas da cidade o morro do corcovado, a descida do bondinho do pão de açúcar e as casas e ruas da cidade antiga, cá para nós ficou uma belezura… mas ao final o mais bem desenhando segundo a turma e a professora, fora meu desenho… Seguiu para outra mesa á parte e seria coberto por uma camada de NAQUIM, aquela tinta preta que os calígrafos usavam e usam em convites. No primeiro momento queria chorar, por qual razão ela faria isso? Logo o meu desenho? Se todos acharam o mais bem desenhado?Ficou na minha memória as palavras e sorrisos e apreensão de alguns colegas, pq?sentei-me na cadeira próxima à mesa onde seria pintado todo o meu desenho á cera , colorido e que tinha sido elogiado por todos.perguntaram-me:_ não vai reclamar com o diretor Denise?Eu calada fiquei, e a senhora saiu da sala com o desenho nas mãos e voltou sozinha sem o diretor sem ninguém. Eu ali quieta sem mexer sequer a sobrancelha.Ela pediu um pincel e começou a pintar espalhou tinta na folha toda, cobriu meu desenho e saiu da sala com o desenho. Eu ali calada.Os colegas estavam preocupados comigo, e escutei alguém dizer acho que ela está em estado de choque nem consegue falar. Eu calada fiquei.Logo quando todos viram a senhora entrar em sala, na sala grande pois era sala de artes , onde se faziam as turmas pensarem alto e não se reclamava com nada . Hoje isso nem existe nas escolas.Quando entrou , pediu-me que pegasse uma agulha de crochê sem ponta na mesa de adereços que ela mantinha para se precisasse de uma ferramenta especial,peguei, ela disseAgora desenhe nesse papel o que você quiser.Coloquei pesos nas pontas , para poder movimentar as mãos a minha vontade e comecei a desenhar o mesmo desenho que havia feito só que agora com detalhes finos e sombras, que faziam as cores com que eu tinha pintado aparecessem nitidamente. Ficou um grafitado que nos faz lembrar os grafites q vemos em muros e caçadas de nossa cidade .hoje sei que foi meu equilíbrio de mente e corpo, que fez com que eu sentadinha e calada pensando nas ações de minha mestre de artes, pudesse ver mais adiante antes de acontecer. quando veio a ordem eu tinha a ação feita.aprendi muito cedo a obedecer, mas mais que isso. O equilíbrio da alma rege o corpo e tudo que fazemos.As emoções exageradas destorcem a nossa vida.

  4. eEUcomISSO diz:

    linda de mais a sua poesia teresa, linda.o corpo vibra numa figura intensa porem terna, calma.nossa, um primor.sobre o tema, nada melhor q a harmonia para sintetizar tudo.o dificil é alcançá-lo; mas quando se chega nele, só há harmonia.é incrivel como sua busca é tão ardua.bravia.talvez pq saibamos no fundo,q o resultado é unico!abraços a todos, de tassio!

  5. Maria Célia diz:

    Parabéns para vc Tereza, pelo belo texto aqui exposto.Quanto ao tema, realmente precisamos deste equilibrio coro e mentepara podermos ser realmente gente.Carinho, Marcelle

  6. Erg Chebbi diz:

    Teresa, trago um tal rumor – talvez que absurdo e sincero – de quem, de longe, te admira e, seguindo alguns dos passos trilhados – sulcando numa visão, talvez – um corpo sem pele… num retrato imprevisível… incompleto, com certeza.Neste dia que finda e que o dedicam – Mundial – à Poesia, deixo-te estas breves linhas de apenas dois sentidos: Parabéns pela partilha de tão eloquente simbiose entre o teu texto poético e a tua pintura, ambos à flor da pele… ou, mais propriamente, por debaixo dela…!O outro sentido… é de que é esse o caminho, de sentido único e obrigatório… avante!Desnecessário seria dizer que – não tenho quaisquer dúvidas – também é através da sensibilidade artística e da sua materialização em obras como as tuas que encontras, concerteza, o tal certo equilíbrio entre a mente e o corpo.Como muitos de nós… através das palavras, libertamos o corpo e o que lhe está subjacente… será?!Obrigado… e um beijo, Teresa!

  7. Céu diz:

    Querida Teresa não sou poeta, mas adoro poesia!E tu és uma poetisa que muito admiro, além de outras qualidadesartisticas que sou fã incondicional!Parabéns pelo texto aqui exposto, amei amiga!"Aprendi com a primavera a me deixar cortar. E a voltar sempre inteira."Cecília Meireles……………………………(¯`°v°´¯)……………………………..(_.^._)Toda la primavera canta en mi corazón.Rafael Lasso de la Vega……………………………(¯`°v°´¯)……………………………..(_.^._)Dolce notte per te avvolta da un soffio di petali primaverili! ……………………………(¯`°v°´¯)……………………………..(_.^._)[Spring is] when life\’s alive in everything. Christina Rossetti……………………………(¯`°v°´¯)……………………………..(_.^._)"Le printemps s\’annonce toujours rempli de promesses, sans jamais nous mentir, sans jamais défaillir."Michel Boutho……………………………(¯`°v°´¯)……………………………..(_.^._)Maravilhosa semanaBeijinhos da CéuPara ti:http://i840.photobucket.com/albums/zz321/meuteutempo/cant3.jpg

  8. Anita diz:

    É na memória do olharQue moldamos os pensamentos No silêncio do olhar se busca o despertar dos sentidos

  9. Lua diz:

    Olá Teresa!Parabéns pela maravilhosa poesia!Simplesmente adorei.Parabéns mais uma vez aos rascunhos.Quanto ao tema, equilibrio Mente/Corpo só posso dizer que ele é a chave da nossa saúde…Todos nós já ouvimos dizer que as doenças psicossomáticas estão a aumentar… pois é…Não sou médica mas deixo alguns conselhos: riam muito, abracem muito e apreciem a natureza através de umas caminhadas…Beijos

  10. Teresa diz:

    …muito obrigada a todos, deixo um abraço muito apertado, fico até sem saber o que dizer!…bjs Teresa Da Silva

  11. ♫ Дlмα diz:

    Boa tarde e votos de uma boa semana para todos!Não conhecia Teresa, mas adorei a sua forma de se exprimirquer na escrita quer na pintura! Os meus mais sinceros parabéns!Quanto ao tema proposto, achoq ue esse equilibrio é dificilde se conseguir mas é indispensavel para o nosso bem estar.dai sofrermos tantos altos e baixos…. acho que é uma luta constante!Deixo o meu beijo imenso…

  12. Simplesmente diz:

    Não conheço a Teresa ainda, mas pela linda poesia aqui postada, nota-se tratar-se de uma poetisa de alto Nivel. Parabéns , de coração, pela poesia e por estar aqui como a poeta da semana. Equilíbrio Mente/Corpo, mais do que necessário para uma vida de qualidade, principalmente nos dias atribulados de hoje em dia, quando muitas vezes deixamo-nos guiar pelo automatismo, devido a infinidade de compromissos, afazeres, casa/trabalho fora e dentro de casa/filhos….Buscar o equilíbrio deve ser prioridade de todos nós!Um grande abraço , Teresa!Feliz semana pra todos nós! Bjosssssssssss

  13. Amy diz:

    Não conheço a poetista, mas só tenho uma coisa a dizer, é linda a poesia!Parabens!Beijos e abraços para todos com votos de uma boa semana.AnnA

  14. ♣ Ąηηα diz:

    Olá Teresa!è um prazer lê-la….Ora ai diz tudo… Incompleta… uma das sensações que sentimos quando não existeo tal equilibrio mente/corpo….E eterna busca… e o eterno…eu amo…Simplesmente lindo!Uma boa semana para si e para todos os frequentadores deste espaço.Beijos

  15. ॐ♥ Liz diz:

    Encontrei o espaço da Teresa há pouco tempo e fiquei desde logo encantada,quer pela poesia quer pela pintura. A sua sensibilidade artística tocou-me.Quanto ao tema…O tal equilibrio que todos procuramos… uns conseguem alcançá-lo mais facilmente que outros mas é indispensável para o bem estar de cada um até mesmo para o bem estar colectivo.Parabéns, Teresa!Continuação de boa semana para todos!

  16. Rosangela diz:

    Parece-me a poetisa Tereza uma artista COMPLETA, linda a imagem e linda a poesia, abstenho-me de qualquer outro comentário, pois sei que sou apenas aprendiz desta arte de escrever. Mas, posso como amante da poesia e das artes em geral dizer que está tudo muito lindo. Parabéns!Quanto ao tema proposto, este equilibrio de dificil manutenção é a chave para o bem viver. Quem o consegue pode dizer-se feliz. Uma mente equilibrada num corpo alquebrado terá que se desdobrar para driblar a dor ou desconfortos do corpo em desequilibrio e um corpo saudável abrigando uma mente em desalinho, acabará por esgotar seus recursos naturais. De certa forma equilibrio lembra-me um pendulo de um carrilhão, pendemos de um lado para outro, posto que para isso aqui estamos (espiritos) para aprender o tão desejado equilibrio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s